frase marco2017

Teste de gravidez

Aquele momento desconfortável na farmácia

rapariga com mãos na cabeça

Nada reflete melhor a relatividade do tempo do que os 60 segundos à espera dos resultados de um teste de gravidez.

 

ritadescomplicaEram 9h30 da manhã de um sábado quando recebo um telefonema inesperado. “Rita, preciso da tua ajuda!”. Passado uma hora, dei por mim na fila de atendimento da farmácia mais próxima.

A minha amiga estava com um atraso de 5 dias e ela é mais pontual que um relógio suíço. Por isso (e depois de muitos gritos, dois ataques que choro e vários “vais ver que não vai passar de um susto”) decidimos ir tirar as dúvidas.

A caminho da farmácia, tentávamos desesperadamente tranquilizarmo-nos: “isto vai ser rápido: entramos, compramos o teste e corremos logo para casa – é um instante!”. Claro que a farmácia estava cheia e demorámos uns dez minutos na fila. Enquanto esperávamos, rezávamos para que não entrasse ninguém conhecido.

Super envergonhada e meio tom abaixo da voz normal, a minha amiga finalmente pediu o teste e voámos para casa dela. Depois de uma pequena hesitação (“e se der positivo?”, “vai correr tudo bem, vais ver”) lá fez o teste. Temporizador do telemóvel a postos. Um minuto a começar… agora!

Digo-vos: nada reflete melhor a relatividade do tempo do que os 60 segundos à espera dos resultados de um teste de gravidez. Não sabíamos o que dizer uma à outra, por isso ficámos só sentadas no chão da casa de banho, em silêncio.

O telemóvel deu sinal. Pegámos no teste. Negativo. “E se o teste falhou? E se ela fez alguma coisa mal?”. Como já tinham passados mais de quinze dias desde a relação, a margem de erro era muito baixa, mas e se…?

Em caso de dúvida, a farmacêutica aconselhou-nos a repetir o teste três dias depois. Nessa noite, apareceu o período à minha amiga e ela percebeu que tudo não passou de um susto. Descobriu, mais tarde, que este atraso era o efeito da troca de pílula que fez recentemente.

Vivi muito intensamente estas horas, quase tanto como a minha amiga.  

Mas vá, agora não vale pensares que a indisposição que tiveste naquela manhã de ressaca ou que o inchaço que sentiste depois do almoço de rodízio são sintomas de gravidez. 😉

 

Chuack Chuack,
Rita #descomplica

 

 

###