frase marco2017

Dores menstruais

Porque nem todas as mulheres têm?

rapariga deitada cama

Mais uma noite a dormir mal, às voltas na cama com dores de barriga. Está a chegar aquela altura do mês e o corpo já começa a dar sinais. Também tens estes sintomas com a menstruação?

 

 

Nem imaginas como costumavam ser as minhas noites antes da chegada do período, passava a noite quase em branco com cólicas e às voltas na cama. A ti ainda te acontece? Está na altura de fazermos alguma coisa em relação a isso!

As dores menstruais afetam entre 25% a 60% das mulheres. Há mulheres que têm dores mais intensas, outras nem tanto, e há ainda mulheres que nem sentem a chegada do período (sortudas!).

 

Fui pesquisar um pouco sobre este assunto e descobri que o nome clínico dado à menstruação intensa e dolorosa é dismenorreia. Este sintoma é caracterizado por cólicas abdominais ou pélvicas que acontecem antes ou durante a menstruação e que, normalmente, têm a duração de 24 horas.

Estas dores são mais propícias a ocorrerem em mulheres com idades entre os 17 e os 25 anos que nunca tenham tido filhos e tendem a diminuir em mulheres com idade posterior e que já tenham sido mães.

 

Mas porque é que temos estas malditas dores?

Com a chegada da menstruação, o nosso útero está mais espesso para a eventualidade de haver fecundação de um óvulo. Caso o óvulo não seja fertilizado, o nosso organismo tem que expulsá-lo e, para auxiliar essa expulsão, são libertadas substâncias chamadas prostaglandinas que provocam contrações no útero.

Se sentes muitas dores nesta altura do mês é porque, provavelmente, produzes prostaglandinas em excesso e és, também, bastante sensível às mesmas.

Todas as mulheres correm o risco de sofrer de dismenorreia, no entanto, existem fatores que podem agravar estes sintomas e contribuir para que tenhas mais dores. Se fumas ou bebes álcool durante a menstruação, tens excesso de peso ou tiveste a primeira menstruação antes dos 11 anos tens, infelizmente, mais probabilidade de sofrer estas cólicas.

Descobri então que existem algumas formas de atenuar estes sintomas, e por isso comecei a praticar exercício físico regular, por exemplo uma corrida logo pela manhã, abrandei o consumo de álcool e café e mantenho-me extremamente hidratada – 2,5 litros por dia! Ah!, uma vez que não fumo, aqui não tive que fazer quaisquer alterações.

Se já tentaste várias opções, mas nada resulta, penso que o melhor será consultares o teu médico 😉 Podes ter que repensar a tua contraceção. - sabias que com o SIU – Sistema Intrauterino poderás passar a ter períodos muito menos intensos podendo, até, deixar de os ter o que vai fazer com que deixes de ter estas dores chatas e incómodas.

Atreve-te, tu também, a mudar para a contraceção de longa duração e liberta-te das dores <3

Chuack Chuack,

#RitaDescomplica

 

###

 

Referências:

  1. https://www.evaxtampax.pt/pt-pt/artigos-de-evax-y-tampax/o-periodo/a-dismenorreia
  2. https://www.ausonia.pt/pt-pt/informa-te/o-periodo/dismenorreia
  3. https://lifestyle.sapo.pt/saude/saude-e-medicina/artigos/saude-no-feminino-o-que-e-a-dismenorreia